Polícia aprende carro e bens de família que realizaram uma campanha para ajudar bebê

O ocorrido aconteceu em Santa Catarina, nessa última quinta-feira dia 01, as autoridades da cidade de Joinville aprenderam diversos materiais de valores altos da família do menino Jonatas, segundo informações, os familiares teriam feito uma campanha com o intuito de ajudar o menino com uma doença rara.

Foram apreendidos, um carro no valor de 140 mil reais, objetos valiosos com alianças no valor de 7 mil reais, entre outros. Segundo autoridades, os pais do menino estavam sendo investigados por usar as doações que o garoto teria recebido.

Com o nome de AMEJonatas, a campanha foi criada com o intuito de ajudar o garotinho para o tratamento de uma Atrofia Muscular Espinhal, no entanto, os dois estariam usando a quantia em favor de objetos de luxo. De acordo com informações foram arrecadadas cerca de 4 milhões de reais, no qual era destinado para iniciar o tratamento de Jonatas de apenas 1 anos e 8 meses.


Autoridades responsáveis pelo caso, afirmaram que as investigações estão sendo feitas sobre as acusações contra os pais da criança. A liminar de bloqueio foi acionada em Janeiro desse ano pela Justiça da região, com o intuito de averiguar os valores em que a campanha arrecadou.

Fontes teriam acionados os responsáveis pela investigação por desconfiança por parte dos responsáveis, no qual estariam adquirindo objetos de luxo, ou seja, a suspeita era que o casal estavam gastando o dinheiro do tratamento para fazer viagens caras e possuir carro de luxo no valor de 140 mil. Segundo Fontes, o casal teria ido para Fernando de Noronha no Réveillon.

Um pedido de bloqueio no valor foi acionado pelos oficiais, pois os acusados não estariam cumprindo as devidas providências corretas em relação a campanha, eles teriam que prestar contas, informando todas as etapas em que a arrecadação e as despesas que iriam custar.

No mês seguinte, em fevereiro de 2018, as autoridades haviam negado o pedido de desbloqueio da família do menino, a Polícia Civil abriu um inquérito com o intuito de investigar mais a fundo sobre o caso.